Avançar para o conteúdo principal

Ufa!


Se antes tinha tempo a mais, agora tenho tempo a menos.
Se antes não tinha nada em que pensar, agora precisava de parar um pouquinho, já que nem quando ponho a cabeça na almofada, o tico e teco não param um segundo, isto tudo, porque, afinal, é mais complicado abrir um negócio do que eu alguma vez imaginei. Não chega o facto de ter sorte e fazer o nome da loja, que isso requerê algum longo tempo, como a parte burocrática é terrível. E porquê? Porque as pessoas "competentes" não informam tudo de uma vez, informam às pinguinhas já que assim entra mais dinheiro para o município e por um jeito para os bolsos deles.
Vou ter fé que a exposição escrita que fiz ao presidente da câmara, após ter exposto pessoalmente ao dito responsável dos licenciamentos, que me parece que estava à espera de alguma coisa, resolva de uma vez por todas a questão da papelada para eu poder respirar fundo, mas isto sou eu com uma fé que há pessoas honestas no mundo político. Até pode haver, contudo a maioria é desonesta e quem paga somos nós!


Comentários

  1. Nem imagino como deve ser complicado...mas não podes desistir, se é uma coisa que se quer mesmo...mas sim,acredito que deve ser bastante dificil :x

    Beijinhos*

    ResponderEliminar
  2. Como te percebo! As burocracias e falta de informação é o que há mais neste país! Força e boa sorte ;)

    coisasquetaiseafins.blogspot.pt

    ResponderEliminar
  3. Este é um país de burocracias! Mas não baixes os braços e boa sorte para o teu projecto :)

    Bj*

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Desempregada!

E a partir de hoje, estou oficialmente desempregada, sem saber como ocupar o tempo e com receio da rejeição e de se tornar uma situação a longo prazo.
No outro dia, quando fui tomar café com a minha melhor amiga, que está na mesma situação, ela alertou-me que vai haver dias bastantes complicados, em que colocamos tudo em causa, porque recebemos rejeições ou nem sequer somos contactadas para entrevistas.
Antes de ficar desempregada, já andava a ver outras opções e cheguei a ir a entrevistas. Contudo, as respostas foram sempre negativas, só que na altura não dava tanta importância, pois afinal estava empregada, mesmo estando insatisfeita.
Isto é algo completamente novo para mim, nunca estive assim parada sem ter nada em vista e, sinceramente, começo a "panicar" um pouco. E se ponderei cancelar a inscrição do ginásio por abrir, para reduzir custos, decidi ver um mais em conta e que já esteja a funcionar. Ao menos por duas ou mais horas estou fora de casa e exercito os meus joe…

Note to myself

A minha vida numa música #2

Têm sido uns quantos dias maus.
Trabalhar com o público tem destas coisas e nunca estamos mentalizados que anda muitas pessoas doidas varridas que não se importam de colocar o trabalho de uma pessoa em risco.