Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2013

Olá!

Olá!
Desculpem a ausência, mas aproveitei a semana de férias para ir descontrair um pouco e desligar-me destes lados por momentos. Fui até Trás-os-Montes, pois é onde me sinto em casa, mesmo não sendo de lá. Quem sabe se um dia não faço as malas e se não vou para lá? Aproveitei para visitar as minhas raízes e visitar lugares, como Bragança e Vinhais, onde a minha mãe passou quando deu aulas. É bom ouvir histórias de quem foi feliz ali!
A verdade é que me fez super bem esta semana de passeio. Sinto-me mais leve e com vontade de enfrentar tudo e todos.  Espero que esta força assim continue!

Dúvida...

Eu acho que sim... Por isso eu sou Fantastic Ananás! 
Boa semana!

Sem vos querer chatear

Não vos quero massacrar com esta história toda, mas hoje vai ter de ser um pouquinho. Contudo, prometo que para a semana vou tentar deixar isto longe daqui, já que creio que a minha semana de férias me vai ajudar a limpar a mente.
Ontem, estava bem disposta e até animada até que chego ao shopping e ele chega também no mesmo momento, o que achei estranho e a minha também. Porém, tentei fazer de conta que não o vi e segui, mas obviamente que não resultou e ele passou por nós e questionou-me se não tinha mais nada para lhe dizer e, claro, disse-lhe que não e ele seguiu o seu caminho.Todavia, 1/2 minutos mais tarde aparece-me na loja onde estava a pedir para falar dois minutinhos comigo. Fiquei sem reacção, sem saber o que dizer.
Acabei por aceitar falar com ele, ali dentro da loja sobre o olhar da minha mãe. Ele questionou-me o porquê disto tudo, eu disse que não dava, que estava com uma depressão, que tinha perdido a minha vida e que precisava de estar sozinha; o que ele sentia era doen…

Dia #1

Ontem, apesar de mais chamadas e mensagens dele, senti-me melhor, mais leve.
Aproveitei a bela desculpa de ter um jantar de aniversário para sair um pouco com amigas que já não convivia há algum tempo e confesso que foi um misto de sentimentos, ora liberdade, ora perdida, mas foi bom.
Claro que aproveitei para me mimar um pouquinho e comprei esta camisa que andava a namorar há bastante tempo!



Agradeço todo o apoio que vocês me têm dado, nunca pensei que fosse assim tão reconfortante como na verdade o é!

O motivo

Ninguém encerra um blog só porque sim, pelo menos eu não.
A verdade é que existe um motivo muito forte e nem sei bem como vos contar, mas certamente poderá vir a abrir os olhos a alguém.
Ninguém sabia da existência do outro blog, só uma pessoa: ele. Como podem reparar o motivo é ele.
Acreditamos que as coisas só acontecem aos outros, "coitados", até que abrimos os olhos e nós somos um dos "coitados".
No meio da desgraça, ainda posso dizer que tive muita sorte, pois nunca me chegou a agredir. Porém, nem sei, nem quero pensar se dói mais isso ou a agressão psicológica, mas posso garantir que dói muito a última. Exacto, nos últimos meses, até ontem, é o que me tem acontecido.
Perdi-me e achei o que sentia era amor e que era recíproco, todavia hoje sei que isso não era amor e que eu deixava arrastar as coisas por pena, talvez, por conforto ou medo. A verdade é que me afastei de tudo e de todos e não podia sair sem ele. Mesmo assim, anulando-me, para ele era sempre a culpada…