Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2014

Sinais

Sinais que se calhar até estás a começar a interessar-te por alguém: Ficas mortinha (o) que chegue a hora combinada para o café ou afins;Passas horas a pensar no que vestir e a pôr-te cheirosa;Imaginas mil e um diálogos possíveis;Passas as horas de espera como tivesses levado um murro no estômago;Tens bichinhos carpinteiros em ti;Passas horas a falar com a pessoa, mesmo estando ao frio e sabendo que amanhã é dia de trabalho. Já fiz um visto nesses pontos todos. Independente "disso" ser alguma coisa ou não, o importante é que cresça um boa amizade.

Bom fim-de-semana!

Um excelente fim-de-semana! Porque o meu começou bem. Aliás, muito bem, mesmo ainda hoje estar com os nervinhos dentro de mim.

A vida!

Fez um ano que a minha vida deu uma reviravolta tão drástica que eu nunca imaginei. E felizmente que deu. Olhando para trás, nunca pensei como pude ser tão fraca, tão infeliz. Contudo, consegui meter um ponto final naquela  história, caso contrário a esta hora nem consigo pensar como estaria. Se calhar, as coisas já teriam agravado e acabar com tudo seria ainda mais complicado.  Actualmente, quando assisto a reportagens sobre Violência Doméstica, e casos bem graves, sinto um nó no estômago e ocorre-me no pensamento que podia ser eu, pouco deve ter faltado. Felizmente, tive ao meu lado dois amigos e a minha mãe que me fizeram sair daquela tristeza e dor toda.  Hoje, sou feliz, estou a trabalhar num dos meus sonhos e a ideia de me interessar por alguém assusta-me.  Deixa-me nervosa, sem saber como reagir. E o pior, é que também já vi isso mais longe de acontecer.  A verdade é que o tal cliente com quem eu corava, lá me adicionou no FC e hoje convidou-me para sair com ele e os amigos.  …

Inspiração #4

Uma boa noite!
É tão fácil deixar andar. Simplesmente deixar. Uma ligeira tentativa aqui, outra ligeira tentativa ali. Só para disfarçar o deixar andar. E poder continuar a deixar andar. É tão fácil deixar andar. Não exige força, não exige motivação, não exige tentativa, não exige o risco de erro. Deixar andar exige continuar, apenas continuar. Os mesmos gestos, os mesmos hábitos, as mesmas respostas para as mesmas perguntas. Sempre a pura da mesma merda. Deixar andar é sempre a mesma pura da mesma merda. Estar na merda não é estar mergulhado na merda. Estar mergulhado é mau, claro. É muito mau. Mas o pior de tudo é estar apenas levemente besuntado de merda. O pior de tudo é estar impecável da cabeça aos pés, bem-cheiroso, imaculado, um brinquinho – e depois ter um pedacinho, um minúsculo centímetro ou nem isso, de merda na camisa ou nas calças ou nos sapatos. E aquele pedacinho de merda vai contagiando tudo o resto, e vai-se mantendo ali (porque é só um bocadinho e tu pensas que o limpas depois, e …

E depois de um dia assim...

Obrigada a todos que me apoiaram num dia menos bom. Afinal, é um dia assim de vez em quando que nos faz lembrar que estamos vivos e o quê que queremos para nós. Felizmente, hoje foi um dia melhor e não tem nada a ver com o facto de me dizerem que estava bonita e de receber um convite para café (claro que isso também ajuda!), simplesmente a vida é assim: altos e baixos.

Dias assim

Há dias assim. Dias em que tudo parece errado e que nos questionamos das nossas opções. Hoje é um dia desses. É um dia em que me apetece fraquejar e chorar até não ter ar. É daqueles dias em que não sei se tomei a melhor opção em vir para cá e abrir a loja. É o meu sonho, mas não é nada fácil. E não é nada fácil viver de poupanças, pois a loja ainda não é auto-suficiente. Já é alguma coisa, a facturação tem aumentado, mas ainda não é o suficiente. Além de tudo isso e mesmo acreditando que vou vencer, tenho medo de falhar. Esse medo ainda aumenta quando sei que assim do nada vão abrir duas pastelarias na mesma rua e uma delas é a duas lojas abaixo da minha. Sei que são conceitos diferentes, porém uma pessoa tem sempre medo. 
Hoje é assim, tudo muito preto e branco. Vou-me enfiar na cama e chorar às escondidas para amanhã me levantar e acreditar que há um motivo de estar aqui a lutar pelo meu sonho.

Inspiração #3

Só temos uma vida para viver e, às vezes, bem que precisamos de certas loucuras.
E eu estou feliz. Estou, porque finalmente saí e conheci pessoas nesta terra. Nunca é fácil integrarmos-nos num meio diferente do nosso e viver para o trabalho tira-nos sempre um pouco a vida social.



Gente Croma #1*

Tenho no balcão umas latinhas que são infusões de chás. Uma cliente começou a abrir para sentir as fragrâncias e diz-me: - Que giro! Chá em pó! Como se faz?
Notava-se bem a mistura de ervas, frutos, etc, mas a parte de como se faz matou-me!

* É natural que esta rubrica se baseie sempre na mesma pessoa, sabe-se lá a razão!
Março é dos meus meses preferidos, porque, felizmente, os dias começam a ser mais compridos, as temperaturas começam a subir, o sol aparece com mais frequência (espero eu) e eu sinto-me mais bem disposta. Não que seja mal disposta, mas o astral eleva-se! É o mês que a minha mãe faz anos e que eu festejo a minha grande mudança de vida!
Um bom Março para todos!