Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2013

C'um caraças!

Ando aqui numa luta para encontrar as palavras certas e que fiquem bem umas com as outras para desabafar algo que tem importunado os meus neurónios. Provavelmente, nem deviam ter esse luxo, mas mói, não entendo e não faz sentido.  Amigos de ocasião, amigos de café, pessoas que se fazem parecer algo que não são, pessoas com o síndrome do Peter Pan e mais uns quantos. 
Dá para perceber o meu drama em encontrar as palavras para definir o que gira (ou girou) à minha volta? É que eu gostava de desabafar e sentir-me mais leve! 

Txaran!

Parece que já estou de volta ao presente.
Bem, qual é a probabilidade daquele ex giro da adolescência vir falar connosco no FB, dizer que uma pessoa como eu nunca se esquece, que será sempre especial e que quando viesse de férias a Portugal gostava de me visitar?
Mais, qual é a probabilidade dele dizer que vem a caminho porque a bebé dele nasceu e que me trazia uma prendinha, se podíamos marcar algo?
E podia continuar...

Já volto!

Vou ali dar dar um estalo à Miss S. com 16/17 anos e já volto!

Desabafo

Se há coisa que mais me custa é a falta de apoio do meu pai nesta nova etapa da minha vida. Eu sei que a situação do país está péssima, mas a vida é feita dela e os sonhos são para serem vividos, obviamente com consciência dos riscos caso dê para o torto, porém devemos sempre acreditar e há algo em mim que sempre me disse para ir em frente. Infelizmente, a mentalidade dele é que nós, as mulheres, somos espécies de pouca inteligência, apenas servimos para limpar a porcaria deles, cuidar da casa e dos filhos e parir os mesmos. É demasiado triste ele querer um futuro assim para a filha e demasiado penoso ter sujeitado e ainda ir sujeitando a minha mãe a isso. Agravando a "festa", temos as suas irmãs, que são as que mandam nele, basicamente. Tudo o que elas dizem, principalmente a mais velha, que até deve ser género Florbela Espanca que teve um fetiche pelo primo, mudando a parte que esta é pelo irmão, é lei. Dói saber que elas são mais importantes do que nós; quando precisam de…