Avançar para o conteúdo principal

Porque

Porque os outros se mascaram mas tu não Porque os outros usam a virtude  Para comprar o que não tem perdão.  Porque os outros têm medo mas tu não.  Porque os outros são os túmulos caiados Onde germina calada a podridão. Porque os outros se calam mas tu não. Porque os outros se compram e se vendem E os seus gestos dão sempre dividendo. Porque os outros são hábeis mas tu não.  Porque os outros vão à sombra dos abrigos E tu vais de mãos dadas com os perigos. 
Sophia De Mello Breyner Andresen
(Hoje em vez de acordar com uma música qualquer na cabeça, acordei com este poema. Foi para ser diferente!)

Comentários

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Tempo

Temos pressa do tempo.
Pressa para ir aqui ou acolá.
Pressa para que chegue aquela hora ou aquele dia.
Pressa que o tempo nos cure.
Pressa de tudo e de nada que até nos esquecemos de saborear o que o tempo nos dá enquanto não se apressa.
Eu tenho pressa que o tempo passe, não sou diferente dos outros. E adorava saber ter calma e aproveitar os minutos lentos. Talvez um dia o venha a saber, quem sabe,
Sei que num coração partido, o tempo é o melhor amigo como também nos traz uma impaciência por ser demasiado lento.
Há dias melhores, há dias piores, mas os melhores são sempre aqueles que nos abstraímos do tempo e saboreamos o que a vida nos dá, mesmo sendo nas pequenas coisas.
Portanto, que 2017 me traga a sabedoria para apreciar o que o tempo demora a trazer, para no fim, dar-lhe valor.

Note to myself

E hoje...

...sorrio. Não porque estive contigo, mas porque já não quero estar contigo.
É o fechar de um ciclo.