Avançar para o conteúdo principal

A minha aptidão para passar vergonhas


Senhores meus pais fizeram-me com uma aptidão fantástica de passar vergonhas maravilhosas. No outro dia, foi aquela situação da queda, hoje, também caí redonda, mas porque começaram a falar de operações e afins. Ou seja, senti-me mal, ainda me levantei e desmaiei. Só que digamos que o meu desmaiar não é cair redonda no chão, mais parece que estou a ter algum ataque. 
Lá me sujei toda, ainda me parou a digestão e as pessoas apanharam um susto de morte. Acho que ficaram piores do que eu, dizendo que não era normal, que devia ir ao médico e fazer exames. Contudo, é mesmo normal, já contamos com três gerações assim.
No fim disto tudo, ainda diz ele que tenho de controlar a mente visto que isto é fruto da minha imaginação (as pessoas falam e eu faço o filme todo), porém é mesmo complicado fazer isso. Acho que controlo mais os sentimentos do que a mente nestas situações. 
A minha sorte é que ele vai de férias e eu tenho tempo de resfriar desta situação e pensar noutras coisas como ver o que fazer "connosco". 

Comentários

  1. Tás tramada... se isso é fruto da imaginação, então a tua mente trabalha bem para xuxu :)

    ResponderEliminar
  2. Controlar a mente? Às vezes não é fácil!
    Agora está na moda as "programações" ... :)
    (as melhoras)

    ResponderEliminar
  3. Forcinha Miss S. e muita calma nessa hora ;)

    ResponderEliminar
  4. Se sabes do que se trata, já é meio caminho para conseguires ou tentares pelo menos resolver ou apaziguar as coisas. Boa sorte. ;)

    ResponderEliminar
  5. Andas a precisar de descansar... sim?

    ResponderEliminar
  6. Isso é mesmo muito complicado, e se não tem "cura", espero que consigas contornar a situação da melhor maneira possível.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Desempregada!

E a partir de hoje, estou oficialmente desempregada, sem saber como ocupar o tempo e com receio da rejeição e de se tornar uma situação a longo prazo.
No outro dia, quando fui tomar café com a minha melhor amiga, que está na mesma situação, ela alertou-me que vai haver dias bastantes complicados, em que colocamos tudo em causa, porque recebemos rejeições ou nem sequer somos contactadas para entrevistas.
Antes de ficar desempregada, já andava a ver outras opções e cheguei a ir a entrevistas. Contudo, as respostas foram sempre negativas, só que na altura não dava tanta importância, pois afinal estava empregada, mesmo estando insatisfeita.
Isto é algo completamente novo para mim, nunca estive assim parada sem ter nada em vista e, sinceramente, começo a "panicar" um pouco. E se ponderei cancelar a inscrição do ginásio por abrir, para reduzir custos, decidi ver um mais em conta e que já esteja a funcionar. Ao menos por duas ou mais horas estou fora de casa e exercito os meus joe…

Note to myself

A minha vida numa música #2

Têm sido uns quantos dias maus.
Trabalhar com o público tem destas coisas e nunca estamos mentalizados que anda muitas pessoas doidas varridas que não se importam de colocar o trabalho de uma pessoa em risco.