Avançar para o conteúdo principal

Já vos disse que estou super excitada, entusiasmada


Ainda não, mas vou passar a explicar-vos o motivo.
Finalmente, o meu pai decidiu fazer obras na casa da aldeia. (Só por isso, ainda há esperança para todos os males deste mundo).
Aos anos que andavamos a insistir para ele fazer as obras, pois é uma casa com 50 e muitos anos, muito velhinha, com buracos por todo lado e por onde entram e saem osgas e aranhas grandes e peludas, em que o chão da sala tremia todo, a par da casa de banho ser exterior o que significava no Inverno (quando íamos lá) ficar com o rabinho congelado. Pois é, o Inverno transmontano é frio. Como devem compreender era impossivel viver lá, apesar de dar muito jeito, já que a minha loja fica a 20km de distância. Contudo, daqui a uns 3/4 meses, se o S. Pedro for meu amigo, vou definitivamente mudar-me para lá. Vou poupar na renda, será sempre a minha casa, um sossego ainda maior, desfrutar uma paisagem maravilhosa sobre olivais e montes e, o principal, vou puder ter um cãoooooo! 
E adivinhem o que lhe vou ensinar?! "Caça Simba, caça!"! Isto para obrigar o Simba, gato de 8kgs, a fazer exercício!
Agora vá, peçam ao S. Pedro para se portar bem!




Comentários

  1. Boa sorte :D E que o S. Pedro seja super amigo !

    ResponderEliminar
  2. Isso são notícias muito animadoras!! Toda a gente gosta de ter o seu espaço e o teu... parece um cantinho do céu :p
    Beijinhos e felicidades para o teu futuro cão e para o teu gato "pesado" :)

    ResponderEliminar
  3. Já estou entusiasmada por ti....
    Que bom!!!
    Adoro Trás-os-montes!

    ResponderEliminar
  4. Que fixeeeeeeeeee! Também eu já estou entusiasmada por ti ;)

    ResponderEliminar
  5. Que óptima notícia, fico mesmo contente :D

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Desempregada!

E a partir de hoje, estou oficialmente desempregada, sem saber como ocupar o tempo e com receio da rejeição e de se tornar uma situação a longo prazo.
No outro dia, quando fui tomar café com a minha melhor amiga, que está na mesma situação, ela alertou-me que vai haver dias bastantes complicados, em que colocamos tudo em causa, porque recebemos rejeições ou nem sequer somos contactadas para entrevistas.
Antes de ficar desempregada, já andava a ver outras opções e cheguei a ir a entrevistas. Contudo, as respostas foram sempre negativas, só que na altura não dava tanta importância, pois afinal estava empregada, mesmo estando insatisfeita.
Isto é algo completamente novo para mim, nunca estive assim parada sem ter nada em vista e, sinceramente, começo a "panicar" um pouco. E se ponderei cancelar a inscrição do ginásio por abrir, para reduzir custos, decidi ver um mais em conta e que já esteja a funcionar. Ao menos por duas ou mais horas estou fora de casa e exercito os meus joe…

Note to myself

A minha vida numa música #2

Têm sido uns quantos dias maus.
Trabalhar com o público tem destas coisas e nunca estamos mentalizados que anda muitas pessoas doidas varridas que não se importam de colocar o trabalho de uma pessoa em risco.