Avançar para o conteúdo principal

Sem vos querer chatear

Não vos quero massacrar com esta história toda, mas hoje vai ter de ser um pouquinho. Contudo, prometo que para a semana vou tentar deixar isto longe daqui, já que creio que a minha semana de férias me vai ajudar a limpar a mente.
Ontem, estava bem disposta e até animada até que chego ao shopping e ele chega também no mesmo momento, o que achei estranho e a minha também. Porém, tentei fazer de conta que não o vi e segui, mas obviamente que não resultou e ele passou por nós e questionou-me se não tinha mais nada para lhe dizer e, claro, disse-lhe que não e ele seguiu o seu caminho.Todavia, 1/2 minutos mais tarde aparece-me na loja onde estava a pedir para falar dois minutinhos comigo. Fiquei sem reacção, sem saber o que dizer.
Acabei por aceitar falar com ele, ali dentro da loja sobre o olhar da minha mãe. Ele questionou-me o porquê disto tudo, eu disse que não dava, que estava com uma depressão, que tinha perdido a minha vida e que precisava de estar sozinha; o que ele sentia era doentio e não conseguia viver assim. Ele implorou, jurou que me amava pelo sobrinho dele e que podia dar-lhe uma segunda oportunidade e que eu ia com ele para ele ter ajuda. Neguei tudo, fui buscar forças não sei bem onde e disse que ele precisava de procurar ajuda, não por mim, mas por ele. E ele saiu da loja a implorar.
Confesso que me partiu o coração, a minha mãe e uma amiga minha já me tinham dito a má cara com que ele estava, mas nunca imaginei.
Ainda hoje questiono-me se o que sinto é só mesmo pena por ele ou se ainda há algum sentimento guardado por ele, porém agora está feito. Resolvido, espero eu.

Comentários

  1. Tiveste força para não te deixares levar e isso é o mais importante! Agora... é continuar a ganhar força :)

    ResponderEliminar
  2. Este é o teu cantinho, escreves o que bem entendes :) A nós não nos incomodas, quem não quiser ler passa adiante, simples como isso.

    Bem, que coincidência! É sempre quando menos esperamos que reencontramos algumas pessoas... e é normal que ponhas em questão se ainda gostas dele de alguma forma, até que os sentimentos se dissolvam completamente leva muito tempo... e mesmo quando pensamos já não gostar de alguém, há sempre alguma coisa que nos faz lembrar dessa pessoa. São memórias, e não devem passar disso.
    Ele magoou-te muito :/ e ele tem que procurar ajuda, seja por ele ou por ti... ele não pode voltar a magoar alguém da mesma forma, mas reconhecer que precisa de ajuda já é um passo grande numa direção melhor :)

    beijo

    ResponderEliminar
  3. AS dúvidas ficam sempre, manda as dúvidas para trás das costas e recomeça a tua vida.

    ResponderEliminar
  4. Espero que tudo se resolva com o tempo :)

    ResponderEliminar
  5. Fizeste bem! Pode ser difícil, mas o melhor mesmo é livrares-te de uma vez por todas dessa situação.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Novidade Fresquinha e um Bom Fim-de-semana!

E a novidade é que arranjei trabalho. Não o que queria, mas para já é melhor do que estar em casa.  Continua a ser em shopping, porém um pouquinho melhor de onde estava anteriormente. Ao menos tenho um fim-de-semana por mês, onde aquecer o almoço/jantar e sem horários estranhos de duas horas de pausa e mais de 10h enfiada no trabalho.
Agora é continuar a procurar algo ainda melhor e em Setembro regressar aos estudos.
Um bom fim-de-semana!

Desempregada!

E a partir de hoje, estou oficialmente desempregada, sem saber como ocupar o tempo e com receio da rejeição e de se tornar uma situação a longo prazo.
No outro dia, quando fui tomar café com a minha melhor amiga, que está na mesma situação, ela alertou-me que vai haver dias bastantes complicados, em que colocamos tudo em causa, porque recebemos rejeições ou nem sequer somos contactadas para entrevistas.
Antes de ficar desempregada, já andava a ver outras opções e cheguei a ir a entrevistas. Contudo, as respostas foram sempre negativas, só que na altura não dava tanta importância, pois afinal estava empregada, mesmo estando insatisfeita.
Isto é algo completamente novo para mim, nunca estive assim parada sem ter nada em vista e, sinceramente, começo a "panicar" um pouco. E se ponderei cancelar a inscrição do ginásio por abrir, para reduzir custos, decidi ver um mais em conta e que já esteja a funcionar. Ao menos por duas ou mais horas estou fora de casa e exercito os meus joe…

Monday!

Última semana de Janeiro.  Quem diria que o tempo continua a passar tão rápido e que também prova que a vida dá uma volta em tão pouco tempo? A vida é mesmo inesperada e esperemos que esta segunda-feira, esta semana também nos traga surpresas boas. Afinal, nunca se sabe!