Avançar para o conteúdo principal

Pessoas Parvas


Trabalhar com o público nem sempre é fácil, principalmente quando temos de lidar com pessoas mais parvinhas e são essas pessoas que nos conseguem irritar e deixar-nos em baixo.
E hoje tive uma dessas pessoas lá: a reclamar, a tirar-nos do sério.
A senhora quis um bolo recheado com creme de queijo e morangos (delicia autêntica!), coberto com chocolate branco e com o Panda e o Ruca. Tudo muito bem, até que a ex-nora lembrou-se de mostrar o bolo que tinha mandado fazer para o mesmo miúdo e a senhora depois colocou dúvidas, porque o da nora ia ficar mais bonito do que o dela. Nós explicamos que a pasta dá outro efeito e a senhora lá disse para fazermos como achássemos melhor.
Estivemos até às 2.30h de sábado para domingo a fazer-lhe o bolo, porque o primeiro não correu bem e decidimos fazer em pasta americana para ficar um trabalho mais bonito.
Contudo, hoje a senhora apareceu lá a reclamar que não era aquilo, porque o bolo era pequeno e que a massa pesava muito, que estava bonito, mas não sabia a nada e que tinha sido demasiado caro para o que era. Ainda teimou que tínhamos feito um bolo da comunhão para uma menina em chocolate branco (o que não aconteceu) e confundiu chantilly com chocolate branco. 
Felizmente, temos a consciência limpa, pois temos tido criticas mais que positivas com as massas e recheios, e sabemos aquilo que fazemos, aliás foi por isso que ficamos até tão tarde a fazer o bolo. O único erro que cometemos foi não ter feito em chocolate branco, porém sabemos que não ia ficar tão bonito, além de que estamos numa terra que atinge os 40º graus e isso é péssimo para o chocolate. 
Todavia, fosse em chocolate branco ou em pasta a senhora ia sempre reclamar já que o que não lhe agradou foi o bolo não ter sido ao preço da chuva!

Comentários

  1. Temos pena!!!! ;))))
    Trabalho especializado paga-se!
    Lol....

    ResponderEliminar
  2. Há gente que quando quer implicar , vai buscar a coisinha mais pequena...enfim!

    ResponderEliminar
  3. Fogo que cena! As pessoas são de uma lata! Felizmente até ver ainda não apanhei cenas dessas mas sei bem que me esperam, porque há clientes muito fixes, mas há outros....
    Sabes, quando a pessoa quem reclamar, até pode ficar o melhor serviço do mundo, porque ainda assim vai reclamar. O ser humano infelizmente é assim, estúpido.
    Mas como dizes e bem, vocês tem a consciência tranquila, e é isso que importa.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Há pessoas mesmo assim, que reclamam por tudo e por nada...

    ResponderEliminar
  5. Também tenho de ter esse auto-controle no trabalho... grrr

    ResponderEliminar
  6. Trabalhar com o público não deve ser nada, nada fácil, principalmente com pessoas assim...

    ResponderEliminar
  7. Já não se quer pagar por qualidade...já não se quer pagar por nada...mas esperam serviço. Ai esta gente nunca está satisfeita

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Desempregada!

E a partir de hoje, estou oficialmente desempregada, sem saber como ocupar o tempo e com receio da rejeição e de se tornar uma situação a longo prazo.
No outro dia, quando fui tomar café com a minha melhor amiga, que está na mesma situação, ela alertou-me que vai haver dias bastantes complicados, em que colocamos tudo em causa, porque recebemos rejeições ou nem sequer somos contactadas para entrevistas.
Antes de ficar desempregada, já andava a ver outras opções e cheguei a ir a entrevistas. Contudo, as respostas foram sempre negativas, só que na altura não dava tanta importância, pois afinal estava empregada, mesmo estando insatisfeita.
Isto é algo completamente novo para mim, nunca estive assim parada sem ter nada em vista e, sinceramente, começo a "panicar" um pouco. E se ponderei cancelar a inscrição do ginásio por abrir, para reduzir custos, decidi ver um mais em conta e que já esteja a funcionar. Ao menos por duas ou mais horas estou fora de casa e exercito os meus joe…

Note to myself

A minha vida numa música #2

Têm sido uns quantos dias maus.
Trabalhar com o público tem destas coisas e nunca estamos mentalizados que anda muitas pessoas doidas varridas que não se importam de colocar o trabalho de uma pessoa em risco.