Avançar para o conteúdo principal

Se há coisa que me irrita, essa coisa é a hipocrisia das pessoas, principalmente quando está dentro da família.
Já estou farta de saber que as irmãs do meu pai são um poço de hipocrisia, mas o meu pai parece que se juntou ao clube, o que me deixa decepcionada.
Este sábado faleceu uma tia deles, confesso que eu até eu tinha boas memórias dela, pois era aquela velhota que me aturava quando eu ia para a aldeia. Contudo, o meu pai, irmãs e a minha falecida avó diziam mal dela até dizer que chega, tudo uma questão de inveja. E nestes últimos anos da senhora foram incapazes de fazer algo por ela. Nem para almoçar ou cuidar dela quando partiu um braço foram capazes.
Porém, agora estavam todos pesarosos, muito em baixo e o meu pai até esteve no velório a tarde toda e depois do jantar até as 2h da manhã, pois "era quase filho dela". Já as irmãs vieram hoje ao funeral, mas ao meu ver (e sabendo eu o quê que a casa gasta) foi só uma desculpa para verem como a minha casa ficou e até  ver se lhes calha alguma coisa na herança!
O que vale a pena estes choramingar quando uma pessoa morre, se em vida nunca se fez nada por ela?!

Comentários

  1. Olá
    Desafiei-te para entrares no Liebster Award.
    Sei que o tempo não deve ser muito mas aqui fica o link: http://comodaquiateachina.blogspot.pt/2015/02/liebster-award-2.html
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. A hipocrisia é o pão nosso de cada dia...

    ResponderEliminar
  3. Bem verdade. Gostei do teu blog.

    http://oshomensnaosaotodosiguais.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  4. Muito triste as pessoas serem assim... :(

    ResponderEliminar
  5. É uma tristeza as pessoas serem assim, a realidade é que é muito mais comum do que pensamos. As pessoas falam mal umas das outras, mas no dia em que alguma parte, já é o fim do mundo...enfim.
    Beijinhos*

    Comecei a seguir-te :) faz uma visita ao meu blogue e espero que também gostes do que tenho publicado por lá..
    http://nuancesbyritadias.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. É muito triste essas atitudes :/

    Penso como tu, deves de cuidar e importarmos-nos em vida.

    Beijinho,
    http://princesasemtiara.blogs.sapo.pt/

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Tempo

Temos pressa do tempo.
Pressa para ir aqui ou acolá.
Pressa para que chegue aquela hora ou aquele dia.
Pressa que o tempo nos cure.
Pressa de tudo e de nada que até nos esquecemos de saborear o que o tempo nos dá enquanto não se apressa.
Eu tenho pressa que o tempo passe, não sou diferente dos outros. E adorava saber ter calma e aproveitar os minutos lentos. Talvez um dia o venha a saber, quem sabe,
Sei que num coração partido, o tempo é o melhor amigo como também nos traz uma impaciência por ser demasiado lento.
Há dias melhores, há dias piores, mas os melhores são sempre aqueles que nos abstraímos do tempo e saboreamos o que a vida nos dá, mesmo sendo nas pequenas coisas.
Portanto, que 2017 me traga a sabedoria para apreciar o que o tempo demora a trazer, para no fim, dar-lhe valor.

E hoje...

...sorrio. Não porque estive contigo, mas porque já não quero estar contigo.
É o fechar de um ciclo.

Trabalhar num Call Center

Sempre disse que não queria trabalhar em Call Center. Nunca tinha trabalhado num, mas os testemunhos que chegavam até mim eram bastantes negativos. Contudo, tinha uma amiga que me "entusiasmou", que me disse que ali era diferente dos outros lados e eu lá decidi mandar o CV.
Fui seleccionada, comecei os dois meses de formação e de facto a coisa não pareceu ser assim tão má, nem mesmo no primeiro mês de trabalho. Porém, comecei a verificar que à medida que ia deixando de ser novata, as pressões iam aumentando. Ou era o tempo que demorava nas chamadas, não podemos alongar muito mais dos 5 minutos (e isto já na loucura), ou o tempo que tens de pausa. O horário também começou a ser desgastante, pois entrava as 16h e saía à 1h, basicamente deixei de ter vida própria. Até que no meio de Dezembro fui presenteada com uma bela otite, daquelas que já não me lembrava ter. Estive quase duas semanas em casa para a curar, ainda a meio da baixa tentei ir, mas apenas aguentei duas horas (q…