Avançar para o conteúdo principal

As prendas em conjunto


Dar prendas em conjunto é muito giro, porque até se consegue dar uma prenda mais simpática e mais em conto. Contudo, isso apenas acontece quando todos estão de acordo em relação a um montante e quando é igual para todos.
Até hoje participei sempre, mas só até hoje, pois cheguei ao limite. Em Outubro, recebi uma mensagem a pedirem 6€ para prenda de um colega para se oferecer um vale de uma loja de roupa. Recusei, visto que era um valor exorbitante e afinal foi para ele estoirar nas bebedeiras. 
Foi passando, entretanto foi o meu aniversário e de dois colegas e a dividir por todos e deu a simpática quantia que estamos habituados e que é justo. Eu não ligo ao preço que a prenda custa, o que me importa é a companhia dos meus amigos.
Porém, hoje volto a receber mensagem a pedirem-me 6€ a 10€ para darmos a uma amiga que quer um Iphone, mas se não der para um Iphone, entrega-se o dinheiro e ela gasta onde quiser.
Peço imensa desculpa, mas uns são filhos e outros enteados?! A malta está pobre e não pode esbanjar dinheiro por um capricho de alguém!
A partir de hoje dou prendas, ou melhor, lembranças consoante o meu orçamento.
Afinal, como os meus pais ensinaram, o que conta é a intenção e eu estou a trabalhar por conta própria, mas ainda não recebo ordenado!



Comentários

  1. Ahahahah, até me deu vontade de rir. Quando fizeres anos, pede um Porsche ou assim, lol
    Há pessoas muito abusadas mesmo!

    ResponderEliminar
  2. Eu agora costumo oferecer sempre sozinha, assim escolho ao meu gosto!

    ResponderEliminar
  3. Normalmente só faço a meias com mais uma ou duas pessoas, grupos muito grandes podem sempre gerar confusão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem somos assim muitos, mas parece que agora está para dar confusão!

      Eliminar
  4. Isso é tudo um abuso... Ou é igual para todos ou não é! Já agora avisa aí que para mim pode ser um ipad :D

    ResponderEliminar
  5. Eu já me deixei de prendas em conjunto. Por norma, há sempre problemas. Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

Porque o vosso comentário vale mil sorrisos!

Mensagens populares deste blogue

Tempo

Temos pressa do tempo.
Pressa para ir aqui ou acolá.
Pressa para que chegue aquela hora ou aquele dia.
Pressa que o tempo nos cure.
Pressa de tudo e de nada que até nos esquecemos de saborear o que o tempo nos dá enquanto não se apressa.
Eu tenho pressa que o tempo passe, não sou diferente dos outros. E adorava saber ter calma e aproveitar os minutos lentos. Talvez um dia o venha a saber, quem sabe,
Sei que num coração partido, o tempo é o melhor amigo como também nos traz uma impaciência por ser demasiado lento.
Há dias melhores, há dias piores, mas os melhores são sempre aqueles que nos abstraímos do tempo e saboreamos o que a vida nos dá, mesmo sendo nas pequenas coisas.
Portanto, que 2017 me traga a sabedoria para apreciar o que o tempo demora a trazer, para no fim, dar-lhe valor.

E hoje...

...sorrio. Não porque estive contigo, mas porque já não quero estar contigo.
É o fechar de um ciclo.

Trabalhar num Call Center

Sempre disse que não queria trabalhar em Call Center. Nunca tinha trabalhado num, mas os testemunhos que chegavam até mim eram bastantes negativos. Contudo, tinha uma amiga que me "entusiasmou", que me disse que ali era diferente dos outros lados e eu lá decidi mandar o CV.
Fui seleccionada, comecei os dois meses de formação e de facto a coisa não pareceu ser assim tão má, nem mesmo no primeiro mês de trabalho. Porém, comecei a verificar que à medida que ia deixando de ser novata, as pressões iam aumentando. Ou era o tempo que demorava nas chamadas, não podemos alongar muito mais dos 5 minutos (e isto já na loucura), ou o tempo que tens de pausa. O horário também começou a ser desgastante, pois entrava as 16h e saía à 1h, basicamente deixei de ter vida própria. Até que no meio de Dezembro fui presenteada com uma bela otite, daquelas que já não me lembrava ter. Estive quase duas semanas em casa para a curar, ainda a meio da baixa tentei ir, mas apenas aguentei duas horas (q…